NÃO FUJAS DE TI MESMO

 em auto-conhecimento

CENYRA PINTO

 

 Não. Não corras… Não fujas de ti mesmo.

É inútil tua fuga, meu amigo.

Se te distanciares muitas milhas,

Aonde fores estarás contigo.

 

Nada há que te separe de ti mesmo.

És teu verdugo e és teu inimigo.

Se queres paz, contigo faze as pazes,

E encontrarás dentro de ti abrigo.

 

 

Fonte: Uma Voz no Silêncio, 1969

Postagens Recentes

Deixe um Comentário