INSTRUTORES

 em Mestres

NICANOR / América Paoliello Marques

 

Instrutores são escolhidos entre seres imperfeitos, que ainda estejam circulando na faixa estreita dos aprendizes, mas tendo um acréscimo de visão, não propriamente de realização, mas de visão, pois tanto mais útil será o instrutor quanto mais estiver ele próprio vivendo as lições que ministrar.

Por isso somos escolhidos entre os pequeninos e não entre os grandes e os maiores, porque dois trabalhos simultâneos se desenrolam: o instrutor é burilado e serve de instrumento para o burilamento de seu semelhante, daquele que sente refletido na figura do instrutor aspectos vivos da renovação interior.

O Senhor então, pode ministrar aulas autênticas pelo simples contágio vibratório e são elas, essas aulas, dadas, sob o ponto de vista humano, de forma indireta, as mais preciosas.

Não desejamos instrutores que saibam ministrar aulas teóricas de grande envergadura. Precisamos de instrutores vivos que se constituam em aulas dinâmicas, de trabalho e dedicação ao próximo. Precisamos, enfim, de exemplos, de lições de coragem e força de vontade para colocar em prática os ideais abraçados com o Cristo.

É nesses termos que sois convidados, assim como tenho sido eu próprio, a servir ao Mestre. Instrutores que se burilam para servir de espelho aos que estão próximos a sua faixa de ação, pregam pelo amor, pela dedicação, pela renovação interior.

 

 

Fonte: TRANSMUTAÇÃO DE SENTIMENTOS (2018, p. 156-157)

 

Postagens Recentes
Comentários
  • Lourdess
    Responder

    É sim uma das melhores lições. O fato é que esse parágrafo nos chama a responsabilidade de estarmos atentos ao nosso melhor pois todos somos instrutores, especialmente quando nos olhamos no espelho.

Deixe um Comentário